Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2012

Telma Monteiro

O sentimento de ser português sente-se sempre que Portugal está presente em qualquer evento mundial. Ontem na abertura dos Jogos Olimpicos de 2012 o meu coração bateu mais forte ao ver o desfile da delegação Portuguesa, ver a alegria estampada no rosto da Telma Monteiro que com a sua figura aparentemente frágil, nos representa lindamenta e que nos lembra a todos  que "os homens não se medem aos palmos"- Somos pequenos, mas não desistimos e gostamos de mostrar as nossas capacidades.
Estive a ver agora uma reportagem sobre os portugueses em Macau e é bem o exemplo do que disse anteriormente.

Equilibrio

Quando se dá o que se tem e o que se não tem. Quando se vive uma vida para proporcionar o bem estar e as satisfações pessoais aos outros, tudo corre sobre esferas.
Quando as condições de vida se alteram e já não se consegue proporcionar tudo o que , noutras alturas, foi possível... opera-se um volte face dificil.
Entender e aceitar estas situações não é fácil e muito menos quando começa a haver falta de saúde. Quando o eixo principal deslizou e já não consegue disfarçar o que dantes era fácil fazer. É este drama de uma mudança radical em todos os sentidos que se começa a sr vivido... como conseguir dar a volta sem perturbar todo o equilibrio de uma familia é tarefa dificil.
Este desafio penso que já o perdi

Perder a luta

Quando a  capacidade de trabalho diminui por razões de saúde e a vontade insiste e persiste em continuar a fazer a vida normal, acontece tudo o que não gostaria que sucedesse.
Vou tentar continuar, mas um dia tenho força e outro dia ela desaparece.
Tenho a sensação de estar a definhar a cada dia que passa,
Mas logo que a força recupera esqueço o que já aconteceu.
Estou a viver um período de grande preocupação e por vezes estou mesmo a desistir de lutar...
Hoje e a tiróide, amanhã a asma, já foi a urticária, já foi a tensão arterial, já foi o colestrol, já foi a IGE, já foram as imunoglobulinas,  resumindo muitas coisas e nada de conclusivo.
Conclusivo só a falta de força e a vontade de deixar de lutar...

férias

Imagem
Apesar de há anos  a esta parte a falta de saúde me/nos tenha atormentado, sempre conseguimos fazer uns dias de férias no Verão. Nos dois ultimos anos foram poucos dias mas deram para conviver com os nossos netos e sentirmos o afecto deles. Este ano, não é possível. A minha saúde não está famosa e neste momentos as perpectivas de sol e água nem sequer se põem. Os meus adorados netos!
Desmarquei tudo... doeu-me muito.