Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2014

Dia de S.Pedro

Dia de S.Pedro e  S. Paulo.
Dia de festa por estas bandas. Dia da cidade e de grandes festejos, desfiles, cantes, grande feira. Enfim tudo o que é popular e que atrai muito dos habitantes e visitantes.
Recordo os dias 29 de Junho em que ia todas as manhãs com a minha mãe fazer as compras dos utensílios de casa que se tinham estragado durante o ano.
Hoje fico-me por um fartura oferecida pelos meus netos ou filhos e é muito bom.
O melhor de tudo são os afectos familiares. E este ano os afectos foram de todos.
Mas foi a 28...Bom muito bom.
Apesar de nem tudo estar bem. Quando há problemas de saúde tudo se torna mais relativo.
Mas Graças a Deus mais um dia de S. Pedro está a passar.

Alegria , mas não só...

Imagem
A nível familiar este ano de 2014, está a ser um ano de contradições.
Muitas alegrias e muito boas e muitas preocupações difíceis de enfrentar e de resolver.
Não sei, ainda, avaliar o saldo até agora.
Aguardo que até ao fim do ano o saldo seja altamente positivo, se não for será olhar em frente e tentar viver o dia a dia.
Rezo para que as coisas corram o melhor possível e para que tenha força e coragem para enfrentar , ajudar e resolver os problemas que vão surgindo.

Clarividência e alegria.

Imagem
A entrevista do Papa Francisco dada ao Jorge Cimermam foi um tempo de reflexão e ensinamentos.
O Papa tem um conhecimento profundo do mundo e do homem no mundo.
Vive os problemas mundiais e pessoais com uma grande clarivêndicia.
Oxalá consiga que o mundo se torne um pouco mais pacifico, mais unido e mais solidário.
Esperemos que o Espirito Santo o ilumine nas grandes e dificeis decisões que terá que tomar.
Um Papa do nosso tempo! Grande dádiva do Senhor!

Ultima tranche

Imagem
Portugal não vai requerer a entrega da ultima tranche do empréstimo da Troika.
Para mim a melhor noticia desde que Portugal entrou em completo desvario financeiro que me parece terá começado entre 2008 e 2009!
Têm sido tempos dificeis e irão continuar, mas só o não estarmos com a "nossa liberdade" de decisão condicionada já é um alivio.
Acho que nenhum Português, por muito pobre ou muito rico que seja,não gosta que haja quem entre aqui e ponha e disponha da nossa vida.
Neste vale de lágrimas pelo menos uma noticia que nos pode pode fazer sorrir!


Junho

Imagem
Quase um mês depois, consigo chegar aqui.
Mas nem por isso a disposição é melhor do que a de Maio.
Bem sei que é o mês dos Santos Populares, mas  sempre foram umas festas que não me entusiasmaram.
Acontece que estando em Lisboa, em plena Avenida da Liberdade, na noite de 12 para 13 de Maio dos idos anos 60 e tal...
 ia sempre para casa de uma minha prima na Parede....Já lá vão muitos e bons anos.
Mas não mudei....
Divirtam-se, pois!